Em reação às péssimas condições de trabalho e ao número insuficiente de bancários para suprir o atendimento aos clientes e usuários, o Sindicato fechou nesta terça-feira, 29 de maio, a agência Venda Nova do Santander. A agência não apresenta as mínimas condições de funcionamento já que a falta de funcionários para o atendimento gera filas enormes de clientes e usuários que revoltados passaram a ameaçar os bancários fisicamente.

 

“Não é de hoje que o Sindicato vem cobrando do Santander melhores condições de trabalho para os seus funcionários. Mas apesar de ser o maior conglomerado financeiros internacional e ter lucrado R$ 3.557 bilhões no ano passado no Brasil, o Santander desrespeita os seus trabalhadores, clientes e usuários. O Sindicato continuará cobrando, e caso o problema não seja resolvido fecharemos novas agências para obrigar o banco a tratar os seus funcionários com respeito”, afirmou o funcionário do Santader e diretor do Sindicato, Davidson Siqueira.

 

Compartilhe: