O Sindicato está na Justiça cobrando o pagamento da paralisação do dia 28 de abril e o abono da falta neste dia. O processo em questão é a Ação Civil Pública (ACP) nº 10566-55.2017.5.03.0017 que tramita na 17ª Vara do Trabalho.

Infelizmente, ao contrário do que aconteceu na ACP do Banco do Brasil, em que foi deferida em parte a liminar, a Juíza do Trabalho responsável pela ação proposta contra a CAIXA entendeu, numa análise prévia, que não havia elementos para a concessão da liminar, já que a questão sobre o desconto dos dias de greve é muito controvertida.

O Sindicato então questionou essa decisão perante o TRT que, em julgamento ocorrido no último dia 29 de julho, confirmou por maioria a decisão da Juíza da 17ª Vara do Trabalho. A decisão foi publicada no último dia 4 de julho.

O Sindicato vai recorrer desta última decisão para o TST, sendo conveniente lembrar que esta discussão só envolve o deferimento da liminar, uma vez que o mérito ainda vai ser apreciado pela Juíza da 17ª Vara do Trabalho quando da prolação da sentença.

A presidenta do Sindicato, Eliana Brasil, juntamente com outros sindicatos, também segue cobrando permanentemente a direção da CAIXA sobre o pagamento, seja na mesa de negociação permanente ou por outras formas de contato.

Compartilhe: