Diretora Eliana Brasil participou do encontro. – Foto: Contraf-CUT

 

O Sindicato participou, juntamente com a Contraf-CUT e outros sindicatos, na quarta-feira, 21, em Brasília, de audiência com a ministra Eleonora Menicucci, da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), para discutir o protocolo de intenções assinado pela SPM e pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) em 2010. A diretora do Sindicato, Eliana Brasil, participou do encontro.

O documento teve por objetivo estabelecer um plano de ação de combate à discriminação por gênero e raça/cor dentro dos bancos. A audiência foi solicitada para obter informações sobre como estava sendo aplicado o Protocolo, e consequentemente para potencializá-lo em toda e qualquer ação que vise à equidade nos bancos.

O atual protocolo venceu em 2011 e não foi renovado, o que fez com que perdesse sua efetividade. Diante do cenário, será proposta aos bancos a retomada do debate e a criação de uma comissão tripartite, formada pela Fenaban, SPM, e o movimento sindical, já que o protocolo afeta diretamente a vida dos trabalhadores e trabalhadoras.

A ministra da SPM, Eleonora Menicucci, afirmou que é fundamental garantir o foco na autonomia econômica das mulheres, além de enfrentar o sexismo e o racismo.

“A SPM estará sempre à disposição para retomar este protocolo, porque ele revela um grau importante de amadurecimento entre as partes. Além disso, pode servir de parâmetro para outros setores da economia deste país”, apontou.

A diretora do Sindicato, Eliana Brasil, ressalta a importância do envolvimento das trabalhadoras na construção do protocolo. “Vamos reivindicar a nossa participação na elaboração deste plano de ação. A presença da Contraf-CUT e dos sindicatos será essencial para garantir o sucesso do projeto”, afirmou.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: