Para combater os ataques aos direitos e defender o patrimônio dos brasileiros, trabalhadoras e trabalhadores se organizam, em todo o Brasil, para uma série de atos. Em Minas Gerais, a CUT/MG lançou, no dia 28 de agosto, a Campanha em Defesa dos Serviços e dos Servidores Públicos e contra a Privatização.

A agenda de lutas prevê diversas atividades para o mês de setembro e o Sindicato participará de atos e manifestações. O objetivo é combater a entrega do patrimônio do povo e o desmonte das empresas públicas que vêm sendo executados pelo governo golpista e ilegítimo de Michel Temer.

A Campanha pretende dar mais visibilidade ao combate à privatização e contribuir para a conscientização da sociedade sobre a luta de servidoras e servidores públicos, dos movimentos sindical, social e populares em defesa da soberania nacional.

Confira a agenda:

7 de setembro – 23º Grito dos Excluídos. Em Belo Horizonte, a concentração está agendada para as 9h30, na Praça da Rodoviária.

11 de setembro – Greve dos Metroviários.

12 de setembro – Audiência Pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais às 15h30, em defesa das instituições federais de ensino.

14 de setembro – Dia Nacional de Mobilização por Direitos e Dia Estadual de Mobilização em Defesa dos Serviços Públicos e contra as Privatizações.

15 de setembro – Ato na Usina de Jaguara

20 de setembro – Greve das trabalhadoras e dos trabalhadores dos Correios.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com CUT/MG

Compartilhe: