Depois de receber denúncias sobre aglomerações nas unidades de trabalho do Santander em BH e região, o Sindicato cobrou medidas para proteger a saúde dos funcionários. A entidade entrou em contato com o setor de RH do banco e assegurou o compromisso de que os trabalhadores serão remanejados.

A situação grave passou a ocorrer quando o Santander fechou algumas agências e transferiu trabalhadores para outras que continuam abertas, gerando aglomeração de funcionários. Segundo o banco, houve um erro de estratégia e gestores estão sendo orientados para resolver o problema, retirando bancários das unidades afetadas.

“O Sindicato continua acompanhando de perto a situação das agências em BH e região para impedir que casos como estes ocorram, colocando em risco a saúde de funcionários e também de clientes. Qualquer irregularidade deve ser imediatamente denunciada para que possamos tomar as medidas necessárias”, afirmou Wagner dos Santos, funcionário do Santander e diretor do Sindicato.

 

Compartilhe: