Foto: Contraf-CUT

 

A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú se reuniu com a direção do banco, nesta quarta-feira, 18, na sede da Contraf-CUT, para retomar os debates sobre remuneração e emprego com o banco. O Sindicato participou da reunião representado pelo funcionário do Itaú e diretor Ramon Peres.

Ficou definido que um grupo de trabalho (GT) será criado para debater remuneração. A reivindicação veio após a pesquisa realizada com os trabalhadores sobre os programas Score de Qualidade de Venda (SQV) e o Ação Gerencial Itaú para Resultado (Agir), apresentada para o banco nesta quarta.

O levantamento mostrou que o SQV, lançado pelo banco para avaliar o comportamento das vendas realizadas pelos bancários, na verdade, tem penalizado os trabalhadores com impactos negativos na saúde, como estresse e depressão.

Já sobre o Agir, a opinião da categoria é que o programa é injusto, pois estabelece, muitas vezes, metas inalcançáveis. Atualmente, só recebe o Agir quem alcança 100% da meta estabelecida no programa.

“Os programas Agir, SQV e Vai que Dá estão deixando todos os bancários insatisfeitos e com muita pressão no trabalho, o que gera adoecimentos mental e físico. Exigimos que o banco debata e negocie esses programas com o Sindicato. Não mediremos esforços para defender as trabalhadoras e os trabalhadores do Itaú”, afirmou o diretor do Sindicato, Ramon Peres.

Emprego

Durante a reunião, o banco apresentou os números atuais de funcionários, por faixa etária e por áreas de atuação, e os números de admissão de 2018 e de desligamento desde 2018. Os dados serão repassados para que o Dieese realize um estudo a ser debatido na próxima reunião, que deve ocorrer entre 16 e 17 de outubro. Porém, os dirigentes sindicais já alertaram para o alto número de demissões ocorridas em 2019, cerca de 8 mil.

O banco se comprometeu ainda a apresentar, na próxima reunião, os números atualizados de admissão de 2019 e o número de funcionários por raça e gênero. Além de possíveis alterações administrativas, como fechamento de agências e mudanças de nomenclaturas e funções dos cargos nas áreas operacionais e comerciais.

Convite

Os dirigentes sindicais aproveitaram a reunião para endossar o convite ao diretor de Pessoas a participar da reunião ampliada de representantes sindicais, com datas indicadas para 28 de novembro ou 5 de dezembro. A pauta será a avaliação e o aprofundamento sobre os temas pertinentes às funcionárias e aos funcionários do banco que orientam as iniciativas das entidades sindicais em todo o país.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: