No final de novembro, a Diretoria e o Conselho Deliberativo da Cassi alteraram o Regulamento do Plano Associados para aumentar a coparticipação em consultas, serviços de diagnose e terapia. Com isso, pretendem arrecadar mais R$ 84 milhões dos associados e zero do Banco do Brasil.

A decisão foi tomada com votos dos diretores e conselheiros deliberativos indicados pelo banco, com apoio do diretor eleito Satoru e do conselheiro eleito Faraco. Os demais representantes eleitos votaram contra.

A situação ocorreu mesmo após a apresentação de uma proposta das entidades para a sustentabilidade da Cassi e de cobranças de negociação com o banco.

Enquanto se nega a negociar, o Banco do Brasil segue aprovando com facilidade medidas que o desoneram e transferem a conta para os funcionários, reduzindo as contribuições patronais e aumentando as dos associados.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: