Foto: Contraf-CUT

Na reunião do Comando Nacional dos Bancários realizada nesta terça-feira, 13, em Brasília, os representantes dos bancários reafirmaram a importância da participação de todos trabalhadores na Greve Geral no dia 30 de junho.

Os sindicatos farão plenárias e assembleias em todo o país para referendar a greve. Os trabalhadores lutam contra as reformas trabalhista e previdenciária. Outra reivindicação é o processo de “Diretas Já” para retirada do governo golpista do poder.

A Greve Geral será um dia de resistência para fortalecer a luta contra as reformas propostas pelo governo Temer, que podem gerar grandes prejuízos para os brasileiros.

A mobilização já começa com o “esquenta da Greve” no próximo dia 20. Estão programadas atividades com panfletagem e atos em todos os estados para engajar toda a população a se unir à luta.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: