As negociações da pauta de reivindicações específicas dos funcionários do Banco do Brasil começam na tarde de segunda-feira, 24, com continuidade na terça, 25, pela manhã. A mesa será realizada na nova sede do banco, em Brasília, e serão debatidos os temas emprego, contratações, condições de trabalho e saúde.

Os bancários cobram do BB mais contratações e convocação de concursados, tanto para reposição das vagas do Plano de Aposentadoria Incentivada (PAI), como para melhorar o atendimento das agências, nas quais os bancários têm sofrido com a falta de funcionários.

Nas questões envolvendo a saúde, serão abordados os problemas referentes à assistência médica da Cassi e dos funcionários de bancos incorporados, as licenças, acidente de trabalho, exames periódicos, melhoria do plano odontológico e os assuntos relativos ao adoecimento dos trabalhadores.

Também serão debatidas, nesta rodada dupla, as condições de trabalho dos funcionários, com as reivindicações sobre melhoria dos locais de trabalho, a questão das metas abusivas e a sua relação com o assédio e os descomissionamentos.

Para o diretor do Sindicato e coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, Wagner Nascimento, estas duas reuniões serão importantes para se ter ideia da disposição do banco em ter uma negociação produtiva: “Entendemos que, mesmo com orçamentos reduzidos em vários setores do governo, o lucro que o banco apresentou foi grande o suficiente para atender nossas reivindicações”, afirmou.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: