2 de abril é o Dia Mundial da Conscientização do Autismo. De acordo com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, mais de setenta milhões de pessoas em todo o mundo, sendo dois milhões no Brasil, convivem com o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), que afeta a maneira como indivíduos se comunicam e interagem.  A data alerta para a importância da inclusão de autistas no mercado de trabalho.

Atualmente, cerca de 85% das pessoas com autismo estão fora do mercado de trabalho. Por isso, entidades lutam pela inclusão. É necessário que as empresas abram os olhos e se atentem para a capacidade de pessoas com TEA.

Segundo a organização não governamental (ONG) dinamarquesa Specialisterne, a taxa de retenção desses profissionais é de 93% após um ano de contratação.

Representante inspiradora

Numa sociedade que caminha a passos curtos para a inclusão de pessoas com Transtorno de Espectro de Autismo, a jovem ativista ambiental sueca, Greta Thunberg, é uma inspiração. A garota, que possui a Síndrome de Asperger, um dos espectros de autismo, se destacou no mundo ao sentar do lado de fora do prédio do parlamento sueco e protestar para que o governo da Suécia reduzisse as emissões de carbono.

Ela também é líder do movimento Greve das Escolas pelo Clima e foi considerada personalidade do ano, em 2019, pela revista americana Time.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: