O acordo para a nova Convenção Coletiva de Trabalho dos bancários será assinado com a Fenaban (federação dos bancos) na tarde desta quinta-feira, 13, bem como os aditivos específicos com a direção da CAIXA e do Banco do Brasil.

Com isso, os bancos têm até dez dias após a assinatura para creditar aos funcionários a antecipação da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e o abono de R$ 3,5 mil. Na CAIXA, será pago até dia 20.

A formalização dos documentos, com validade de dois anos, encerra a Campanha Nacional Unificada 2016 que teve mais de trinta dias de greve da categoria. O reajuste nos salários será de 8%, além do abono de R$ 3.500 (pago uma única vez), aumento de 15% para vale-alimentação e de 10% no vale-refeição e no auxílio-creche/babá. Em 2017, a reposição da inflação está assegurada, bem como mais 1% de aumento real para salários e demais verbas.

Ficou garantida, ainda, a anistia integral de todos os dias da greve. Assim, nenhum bancário que participou da greve terá de compensar o período de ausência, como ocorreu em anos anteriores.

Participação nos lucros

A PLR da Fenaban é formada pela regra básica mais a adicional. Na antecipação serão pagos, a título de regra básica, 54% do salário mais fixo de R$ 1.310,12, limitado a R$ 7.028,15 e ao teto de 12,8% do lucro líquido do banco – o que ocorrer primeiro – apurado no primeiro semestre de 2016. A regra do adicional prevê 2,2% do lucro líquido do primeiro semestre de 2016 dividido igualmente entre os trabalhadores, com teto de R$ 2.183,53.

A CAIXA fará o pagamento, até dia 20, de 60% da PLR, mais diferenças salariais retroativas a 1º de setembro, data base da categoria.

Os trabalhadores do Banco do Brasil garantiram a manutenção do modelo semestral de PLR, composto pelo Módulo Fenaban – que corresponde a um valor fixo (a ser divulgado pelo bamco) mais 45% do salário paradigma – e Módulo BB, integrado por montante variável, além da distribuição linear de 4% do lucro líquido do primeiro semestre de 2016 entre todos os funcionários.

Itaú e HSBC

Os bancários do Itaú, junto com a primeira parcela da PLR e o abono, vão receber também a PCR. E os trabalhadores do HSBC – que teve suas operações no Brasil adquiridas pelo Bradesco – conquistaram o pagamento da PLR pelo Bradesco para os meses de julho, agosto e outubro, que será creditado a título de antecipação.

Santander

Foram enviados dois ofícios à direção do Santander solicitando o pagamento até 20 de outubro da antecipação da PLR, diferenças salariais retroativas a 1º de setembro (data base da categoria bancária) e o abono.

Os documentos, encaminhados na segunda-feira, 10, referem-se aos funcionários da ativa do Santander Brasil e aos aposentados pelo banco Banespa.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Seeb-SP

Compartilhe: