Foto: Jailton Garcia – Contraf-CUT

O adoecimento da categoria foi o destaque da rodada extra de negociação da Campanha Nacional 2015, realizada na tarde desta terça-feira, 15, em São Paulo, entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban. A presidenta do Sindicato, Eliana Brasil, integrou a mesa durante a reunião, que foi marcada após reivindicação dos bancários para continuar o debate sobre causas dos adoecimentos, assédio moral, fim das metas abusivas e programa de retorno ao trabalho.

A Fenaban admitiu o aumento de doenças entre os trabalhadores, baseada nos números fornecidos pelos próprios bancos no Grupo de Trabalho (GT) bipartite de causas do adoecimento. Foi a primeira vez que todos os bancos admitiram ao Comando que existem problemas nos locais de trabalho e que a questão precisa ser solucionada juntamente com os bancários.

O Comando Nacional considerou este reconhecimento como um importante avanço e reivindica a definição de uma política de prevenção de adoecimentos conjunta, com diretrizes e princípios que serão especificados banco a banco posteriormente. Além disso, também deve haver acompanhamento das comissões de trabalhadores em todos os bancos.

Nesta quarta-feira, 16, representantes dos bancários e a Fenaban se reúnem para debater as reivindicações da pauta dos bancários relativas à remuneração.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: