Os representantes dos bancários retomarão as negociações com o HSBC no próximo dia 31, às 10h, em São Paulo. A data foi confirmada pelo banco nesta quarta-feira, dia 18.

 

O agendamento ocorre após envio de carta pelos representantes dos bancários à diretoria do banco inglês na última quarta-feira, dia 11, reivindicando a abertura de negociações para discutir quatro temas específicos. São eles: pagamento do PPR/PSV; previdência complementar; emprego, saúde e condições de trabalho.

 

A pauta é resultado da última reunião da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do HSBC, ocorrida em dezembro de 2011, em Curitiba. A retomada das negociações é fundamental, principalmente em relação ao tema do PPR/PSV, já que o programa próprio de remuneração variável do banco é muito ruim, está abaixo do que é assegurado na convenção coletiva de 2011/2012 e tem causado muita indignação nos funcionários, que se sentem enganados.

 

Em relação à previdência complementar, o banco anunciou unilateralmente um novo plano, e trata-se de uma antiga reivindicação apresentada pelas entidades sindicais.

 

Reunão da COE

Na véspera, a Contraf-CUT promove reunião da COE do HSBC, no dia 30, às 10h, na sede da Contraf-CUT, para discutir e preparar os debates da pauta com o banco. Assim fica adiada a reunião prevista inicialmente para o dia 23.

 

Para o funcionário do HSBC e diretor do Sindicato, Geraldo Rodrigues, a retomada das negociações será muito importante, pois “é fruto de intensa mobilização dos trabalhadores que reivindicam melhores condições de trabalho, garantia de emprego e a valorização dos funcionários”, ressalta.

Compartilhe: