Luta antiga dos bancários, a questão da cobrança de metas individuais aos caixas já foi pauta de diversas reuniões dos trabalhadores com o banco. O Sindicato tem cobrado do Santander que ponha fim a estas cobranças, garantindo que os caixas foquem o seu trabalho no atendimento e não sejam vítimas do assédio moral.

Na última reunião do Comitê de Relações Trabalhistas (CRT) realizada no dia 4 de julho em que  o Sindicato esteve presente através do diretor Odinei Silva, o banco entregou aos representantes dos trabalhadores um comunicado interno que enviou aos gerentes gerais e de atendimento sobre as atividades dos caixas.

O documento aponta que “as atividades do caixa devem ter como foco principal o atendimento eficiente ao cliente, sendo responsável pelas operações efetuadas nos terminas de caixa”. A instituição destaca ainda que “esses profissionais não podem estar sujeitos ao cumprimento de metas individuais de venda de produtos bancários. E a avaliação deve ser baseada pelo atendimento”.

Clique aqui para ler o comunicado na íntegra

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: