Funcionárias e funcionários do Mercantil do Brasil lotados em Belo Horizonte e região metropolitana já foram convocados para a antecipação de vacinação contra o vírus influenza H1N1, que começou nesta terça-feira, 14 de abril.

Para os funcionários lotados fora da base de BH e região metropolitana, o banco irá emitir comunicado autorizando que os profissionais busquem a vacinação em laboratório locais, sendo que as despesas serão reembolsadas pelo Mercantil em até R$ 50,00.

O Comando Nacional dos Bancários havia solicitado, através de ofício protocolado junto à Fenaban no dia 12 de março, que os bancos antecipassem as campanhas de vacinação contra a gripe H1N1, também como forma de facilitar a identificação de eventuais contágios de bancários pelo coronavírus.

Para o diretor do Sindicato e coordenador nacional da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Mercantil do Brasil, Marco Aurélio Alves, a antecipação da vacinação contra o H1N1, como a conquistada no Mercantil, protege os bancários de doenças infecciosas. Isto evita a transmissão para clientes e usuários, ampliando a proteção ao público alvo do banco, que são beneficiários do INSS e em sua maioria idosos que fazem parte do grupo dos mais vulneráveis ao contágio.

“A aplicação dessa vacinação é fundamental para não sobrecarregar a rede de atendimento, facilitar o diagnóstico do coronavírus e evitar casos em que o novo vírus contamine pessoas já debilitadas pelo influenza. Também é uma forma de atualização vacinal de um segmento significativo dos trabalhadores, que são os bancários”, explicou Marco Aurélio.

Vanderci Antônio da Silva, funcionário do Mercantil e diretor do Sindicato, também enfatizou os benefícios das ações preventivas de vacinação, tanto para os funcionários quanto para os empregadores. “Para cada funcionário vacinado, há uma economia para o banco. Podemos deduzir que, para cada real investido em vacinas, provavelmente serão dois reais ou mais de retorno em gastos evitados com afastamento e redução de produtividade. É uma sinergia que beneficia a todos, tanto trabalhadores como empresas”, afirmou.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: