Foi agendada para o dia 6 de fevereiro, quarta-feira, uma reunião entre a Contraf-CUT e o Banco do Brasil para discutir a mudança unilateral que o banco fez no Termo de Conciliação Extrajudicial da Comissão de Conciliação Voluntária (CCV), ampliando o prazo de quitação para mais de 5 anos. A mudança nunca foi discutida entre o banco e os sindicatos e não consta nos termos do acordo.

A Comissão de Empresa dos Funcionários do BB já tem agenda com o banco para tratar das mudanças nas agências de varejo e o assunto CCV será colocado na pauta.

“A orientação da Contraf-CUT é que as sessões de CCV fiquem suspensas até a reunião com o BB. Esperamos que o banco reveja sua posição para sairmos desse impasse”, afirmou Wagner Nascimento, diretor do Sindicato e coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: