A menos de 15 dias do início das eleições da Funcef, os empregados da CAIXA foram surpreendidos com uma mensagem da Chapa 3 que demonstra um grande desrespeito dos seus integrantes para com os participantes do plano de benefícios, tanto da ativa como aposentados.

Em tom intimidatório, a Chapa 3 exige “a atuação dos Srs (as). Gerentes de Filiais para cobrar dos seus subordinados a participação maciça e consciente nas ELEIÇÕES FUNCEF, alertando-os sobre a necessidade de votar (…)”.

Para o presidente do Sindicato Cardoso, o tom absurdo da nota cobrando votos para a Chapa 3, em que a palavra “subordinado” não aparece por acaso, é uma triste demonstração da mentalidade destas pessoas que parecem ter se esquecido que hoje vivemos numa democracia conquistada a duras penas e que os tempos de autoritarismo em que os empregados viviam subjugados e impedidos de exercer os seus direitos passaram. “É um absurdo que estas pessoas se dirijam aos bancários e bancárias neste tom desrespeitoso. Onde já se viu, em plena democracia, estas pessoas terem o desatino de mandarem os gerentes coagir bancárias e bancários taxando-os de ‘subordinados’. Eles se esquecem que aqueles tristes tempos na CAIXA acabaram, pois conseguimos que a democracia fizesse parte do nosso universo ao conquistarmos o direito de elegermos diretores representantes que hoje são garantias de transparência e seriedade na gestão da Funcef”, afirmou .

Cardoso lembrou que foi a luta dos empregados que garantiu uma aposentadoria digna para todos. “Daí a nossa perplexidade ao nos depararmos com esta nota emitida nos bastidores por um grupo de pessoas de má fé que, na condição de lobo em pele de cordeiro, tentam confundir e ludibriar os empregados com inverdades sobre o nosso fundo de pensão. Mas não há de ser nada. Na hora de votar, os empregados saberão distinguir quem realmente nos representa. Porque, enquanto eles emitem notas dos bastidores, nós estamos nas agências debatendo com os trabalhadores, ouvindo críticas, acatando sugestões e agradecendo declarações de apoio e de votos daqueles que acreditam na transparência e na democracia conquistada com muita luta e determinação”, destacou.

Compartilhe: