O Sindicato convoca todos os funcionários do Banco do Brasil a participarem, nesta terça-feira, 28, às 18h30 em primeira convocação e às 19h em segunda convocação, da assembleia geral extraordinária que decidirá sobre a instalação da Comissão de Conciliação Voluntária (CCV) para tratar de acordos extrajudiciais da 7ª e 8ª horas.

A CCV tem como objetivo a quitação negociada dos direitos não pagos durante o contrato de trabalho. No caso desta CCV do Banco do Brasil, o objetivo será a quitação das horas extras irregulares dos cargos de natureza técnica, em virtude da implantação do novo plano de funções.

O Sindicato considera que a implantação unilateral do plano de funções, com redução salarial, criação de verbas variáveis e redução das comissões dos assistentes, analistas, supervisores e gerentes de relacionamento trouxe enormes prejuízos para o funcionalismo do BB.

Para Wagner Nascimento, funcionário do banco e diretor do Sindicato, historicamente, os valores oferecidos em CCVs são muito abaixo dos valores pagos em ações judiciais ou pelas conciliações feitas em alguns locais do país. “O Banco do Brasil está oferecendo cerca de 20% dos valores devidos aos funcionários. Por isso, é muito importante que todos participem da assembleia para se informar sobre os prejuízos e vantagens trazidos pela CCV”, afirmou.

 

Data: 28 de maio, terça-feira.
Horário: às 18h30 em primeira convocação e às 19h em segunda convocação.
Local: Sede do Sindicato, na rua Tamoios, nº 611, Centro, BH.
Em pauta: discussão e deliberação sobre a Comissão de Conciliação Voluntária (CCV) para tratar exclusivamente das demandas relativas a 7ª e 8ª horas.

Compartilhe: