O 1º de Maio, Dia do Trabalhador e da Trabalhadora, contará com atividades que não coloquem em risco a saúde da população em meio à pandemia. Desta forma, a CUT Minas promoverá uma carreata e uma campanha de arrecadação de alimentos em Belo Horizonte neste sábado. A concentração será às 9h na avenida Abrahão Caram, em frente ao Estádio Mineirão.

Além disso, uma live nacional terá a presença de artistas, intelectuais, presidentes das centrais sindicais que organizam o ato virtual, além de lideranças religiosas e políticas. A transmissão ocorrerá a partir das 14h pela TVT e pelas redes sociais da Contraf-CUT.

A live do Dia do Trabalhador e da Trabalhadora tem previsão de três horas de duração e terá participação dos ex-presidentes Lula, Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso, além de parlamentares e lideranças partidárias e de movimentos sociais, de entidades sindicais internacionais e representantes de diferentes religiões.

Entre as atrações, estão programadas apresentações de Chico Buarque, Chico César, Elza Soares, Odair José, Paulo Betti, Teresa Cristina, Gregorio Duvivier, Lirinha, Ellen Oléria, Marcelo Jeneci, Johnny Hooker, Joanna Maranhão, Aíla, Doralyce, Bia Ferreira, Lucy Alves, Renegado, Delacruz, Silvio Almeida, Spartakus, Tereza Seibliz, entre outros.

A pauta deste ano inclui a defesa e o respeito à vida, pagamento de auxílio emergencial no valor de R$ 600 até o fim da pandemia, vacinação em massa para toda a população, geração de emprego e renda, a defesa das empresas públicas e a luta contra a Reforma Administrativa, proposta de Bolsonaro que destruirá os serviços públicos.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: