Bancárias e bancários de Belo Horizonte e região aprovaram, em Assembleia virtual realizada nos dias 20 e 21 de julho, a minuta de reivindicações da categoria para a Campanha Nacional 2020. Ela foi aprovada com 98,56% dos votos, 0,96% contrários e 0,48% de abstenções.

Agora, a minuta será apresentada à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na quinta-feira, 23.

Entre as reivindicações, estão o reajuste com reposição da inflação mais 5% de aumento real e a inclusão de uma cláusula, na CCT, para regular o trabalho a distância, visando proteger os direitos dos bancários e impedir que os bancos tomem decisões unilaterais sobre o tema.

Saiba mais aqui ou veja a minuta na íntegra.

Veja aqui a pauta específica dos empregados da CAIXA.

Veja aqui a pauta específica dos funcionários do Banco do Brasil.

 

Em pauta na Assembleia virtual, estavam os seguintes pontos:

  • Desautorizar a Contec a representar o Sindicato em negociações coletivas ou em dissídios coletivos, bem como assinar convenção ou acordos coletivos de trabalho;
  • Autorizar a diretoria do Sindicato a negociar e celebrar Convenção Coletiva de Trabalho, Convenção Coletiva sobre Participação dos Empregados nos Lucros e/ou Resultados dos Bancos, Convenção Coletiva de Trabalho sobre Relações Sindicais e Acordos Coletivos de Trabalho aditivos à CCT e, frustradas as negociações, defender-se e/ou instaurar dissídio coletivo de trabalho, bem como delegar poderes para tanto;
  • Deliberar sobre aprovação da minuta de pré-acordo de negociação e minuta da Pauta de Reivindicações da categoria bancária, data-base 1º de setembro, definidas na 22ª Conferência Nacional dos Bancários que inclui desconto a ser feito nos salários dos empregados em razão da contratação a ser realizada (contribuição negocial);

 

Compartilhe: