Foto: Contraf-CUT

 

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), federações e sindicatos assinaram com o Bradesco, na manhã desta quinta-feira, 3, em São Paulo, três acordos coletivos aditivos à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria relacionados à direitos específicos conquistados pelos trabalhadores.

Funcionárias e funcionários do banco na base de BH e região aprovaram os acordos em Assembleia realizada no dia 3 de setembro na sede do Sindicato.

O acordo do Sistema Alternativo de Controle de Jornada de Trabalho (ponto eletrônico) abrange as unidades de todo o país do Bradesco, BBI, Financiamentos, Bradescard, Berj e Losango.

A renovação do acordo significa dizer que os efeitos da “Lei da Liberdade Econômica” referentes ao controle de ponto não terão efeito no Bradesco. Com isso, ficam resguardados os direitos dos trabalhadores e garantir que a marcação do ponto seja efetuada realmente no momento de entrada e saída do trabalho.

Cipa

Outro acordo assinado é sobre a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). Ele garante o treinamento para todos os funcionários designados para exercer as atribuições da Cipa, o suporte do banco aos cipeiros e a disponibilização pelo banco de informações sobre o treinamento e quais funcionários designados estão realizando os treinamentos.

Bradesco Financiamentos

O terceiro acordo assinado é específico para os trabalhadores da Bradesco Financiamentos. “Antes, esses trabalhadores não tinham as garantias da CCT dos bancários. Com o acordo, eles passam a compor a categoria. Isso foi um ganho muito grande para eles, que ampliam seus rendimentos e ainda a ter direito à PLR, aos vales alimentação e refeição, auxílio creche e todos os demais direitos dos bancários”, afirmou a coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco e presidenta da Fetrafi-MG/CUT, Magaly Fagundes.

Outras garantias do acordo com a Bradesco Financiamentos são o descanso de dois dias consecutivos e coincidentes, ao menos em duas vezes por mês, com sábados e domingos, e folga de caráter compensatório quando o trabalho ocorrer em dia considerado feriado. Além disso, é garantido o pagamento do valor adicional unitário de R$ 57,67 para cada dia de trabalho que coincidir com sábados, domingos e feriados.

Os três acordos assinados nesta quinta-feira têm validade por dois anos.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: