Está sendo realizada nesta quarta-feira, 21, a terceira rodada de negociações específicas com o HSBC, em São Paulo. O Sindicato é representado pelo funcionário do banco e diretor, Geraldo Rodrigues. Serão concluídas as negociações retomadas em julho, antes da suspensão em razão da Campanha Nacional dos Bancários 2013, com a apresentação pelo HSBC da redação para diversos direitos já praticados, mas sem contratação a respeito.

A intenção, que foi aceita pelo banco, é a de formalizar um Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) onde questões como parcelamento de férias, concessão de folgas no dia do aniversário e a cada 5 anos na empresa, Plano de Saúde e Odontológico, garantindo-se no mínimo 2 operadoras, Plano de Previdência Complementar, criação de Comissão Paritária de Saúde, concessão de Bolsa Educacional, estejam assegurados formalmente.

Outras questões pendentes da negociação anterior, como a garantia de benefício da NR 279 da ANS no plano de saúde, concessão do vale cultura, atualização do valor de reembolso de combustível pelo uso de veículo próprio – CPK, aumento do parcelamento do adiantamento de férias de cinco para até dez parcelas, acesso ao sistema de aplicativo do RH para funcionários afastados e licenciados, negociação dos programas próprios de remuneração, e fundamentalmente garantias de emprego, voltarão à mesa.

Na negociação anterior, os representantes dos trabalhadores conquistaram avanços como a confirmação na mesa de negociação de que o banco não descontará da PLR da CCT dos bancários os seus programas próprios de remuneração variável (PPR). Além disso, o HSBC garantiu a continuidade da Bolsa Educacional, aumentando de R$ 1.100 para R$ 1.300, com majoração de R$ 460 a partir de janeiro 2014, que serão reajustados de acordo com os percentuais que os bancários conquistarem na Campanha.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: