Será nesta terça-feira, 18, a nova rodada de negociações entre o Comando Nacional dos Bancários e representantes da Fenaban. Até agora, os bancos não responderam às reivindicações da categoria, entregues no final de julho.

Entre as reivindicações apresentadas, está a de aumento real nos salários e na PLR, manutenção dos direitos e da mesa única de negociação. Está marcado um tuitaço para as 10h desta terça, no início da reunião. Vamos tuitar juntos #NaLutaPorAumentoReal

Foram seis rodadas de negociações, nas quais o Comando defendeu as reivindicações. Além de não responderem à pauta da categoria, os representantes da Fenaban sinalizaram com propostas que comprometem direitos já conquistados. Aventaram com a volta do ranqueamento individual das metas e se mostraram resistentes à discussão da PLR. Os bancos estão dispostos a aumentarem a rentabilidade ameaçando o emprego bancário.

“Temos que cobrar o aumento real e a PLR pois os bancos economizaram R$ 267 milhões com algumas contas como água, luz, vigilantes etc, com o teletrabalho. Só a despesa com pessoal nos quatro maiores bancos caiu R$ 1 bilhão. Com a pandemia, os bancos foram os primeiros a serem protegidos pelo governo”, afirmou a presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira, uma das coordenadoras do Comando Nacional.

O presidente do Sindicato, Ramon Peres, destacou que os bancos têm condições de atender às reivindicações da categoria. “Mesmo em cenários de crise, os bancos lucram muito no Brasil, graças aos esforços diários de bancárias e bancários. Queremos a valorização dos trabalhadores, proteção à saúde, aumento real e a manutenção de todas as nossas conquistas”, cobrou.

A atual Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria termina dia 31. Com a reforma trabalhista no governo Temer, perdeu a validade a chamada ultratividade, que garantia que os direitos trabalhistas e conquistas não acabassem quando o contrato coletivo terminasse. Direitos históricos da categoria bancária correm o risco de não serem mais respeitados com o final da CCT.

Diante desse quadro é que o Comando Nacional dos Bancários cobra respostas concretas por parte da Fenaban e que as negociações caminhem para a definição ainda esta semana. A negociação desta terça-feira começa às 11h.

Fique atento

Para não perder notícias sobre a Campanha Nacional 2020, siga o Sindicato também pelo Facebook, pelo Instagram e pelo Twitter.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: