CampanhaNacional2016_2

 

Após várias rodadas de negociações com os bancos, bancárias e bancários da base de BH e região realizam, nesta quinta-feira, 1º de setembro, Assembleia Geral Extraordinária, na sede do Sindicato, às 18h30 em primeira convocação e às 19h em segunda convocação, para deliberar sobre a proposta apresentada pelos bancos e sobre a greve. As mesas de negociação, tanto com a Fenaban quanto as específicas com a CAIXA e o Banco do Brasil, foram marcadas pelo descaso e por uma sucessão de negativas em relação às reivindicações da categoria.

Além de apresentar um reajuste de apenas 6,5%, que nem cobre a inflação e representa perda nos salários, os bancos querem o retrocesso ao propor um abono de R$ 3 mil, que é tributado e não reflete em outras verbas salariais. Os bancos também negaram avanços em relação às diversas reivindicações ligadas ao emprego, saúde do trabalhador, fim do assédio moral e das metas abusivas, igualdade de oportunidades, licença paternidade, entre várias outras questões.

Por isso, o Comando Nacional dos Bancários indica a rejeição da proposta apresentada pela Fenaban e greve, por tempo indeterminado, a partir do dia 6 de setembro.

A participação de bancárias e bancários na Assembleia e em todos os atos promovidos pelo Sindicato é fundamental.

Confira como foram as negociações:

Fenaban

CAIXA

Banco do Brasil

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DOS BANCÁRIOS

Data: 1º de setembro de 2016, quinta-feira.

Horário: às 18h30 em primeira convocação e às 19h em segunda convocação.

Local: sede do Sindicato – Rua dos Tamoios, 611 – Centro – Belo Horizonte.

Em pauta: 1. Avaliação e deliberação sobre a contraproposta apresentada pela FENABAN na reunião de 29/08/2016, à pauta de reivindicações da categoria profissional entregue em 09/08/2016; 2. Avaliação e Deliberação acerca de paralisação das atividades por prazo indeterminado a partir da 00h00 (zero hora) do dia 06/09/2016.

Compartilhe: