Foto: Alessandro Carvalho

 

Em Assembleia realizada no dia 6 de junho, bancárias e bancários de BH e região mostraram sua disposição de luta e decidiram, por unanimidade, pela adesão da categoria à Greve Geral de 14 de junho. Contra a reforma da Previdência, diversas categorias em todo o Brasil irão paralisar suas atividades.

Em Belo Horizonte, um ato unificado de trabalhadores, estudantes e movimentos sociais será realizado na praça Afonso Arinos, com concentração a partir das 11h. Participe!

Chamada por todas as centrais sindicais do país, a Greve Geral é fundamental para barrar a reforma da Previdência (PEC 6/2019) proposta pelo governo Bolsonaro. O projeto inviabiliza a aposentadoria para a grande maioria dos brasileiros, reduz valores de benefícios e afeta principalmente os mais pobres.

Trabalhadoras e trabalhadores se mobilizam também para protestar contra outros ataques promovidos por Bolsonaro aos direitos dos brasileiros. Entre eles, os cortes que ameaçam a educação, a saúde e as políticas sociais, além das ameaças às empresas públicas.

“A participação de todos é essencial para fortalecermos a luta em defesa dos nossos direitos. Precisamos ter consciência da gravidade do momento e clareza de que qualquer perda financeira decorrente da paralisação é praticamente nada diante dos prejuízos que a reforma trará para todos os brasileiros. Dia 14 de junho, é Greve Geral!”, afirmou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.