Terminou neste domingo, 19 de julho, a 17ª Conferência Estadual dos Bancários de Minas Gerais com a aprovação das propostas dos trabalhadores mineiros para a Campanha Nacional 2015. Além do índice de reajuste equivalente à inflação mais 5% de ganho real, bancárias e bancários aprovaram propostas relacionadas ao emprego, remuneração, saúde, condições de trabalho e estratégia.

A definição das propostas, durante a plenária final, ocorreu após debates sobre os relatórios elaborados por cada um dos quatro grupos temáticos que se reuniram durante a tarde deste sábado, 18. Agora, os resultados serão levados à Conferência Nacional dos Bancários, que será realizada entre os dias 31 de julho e 2 de agosto em São Paulo.

Os participantes da Conferência Estadual aprovaram, também, moção de apoio à reeleição de Beatriz Cerqueira para a presidência da CUT-MG e de Vagner Freitas para a presidência da CUT Nacional.

Durante a plenária final, foram ainda eleitos os delegados e delegadas que representarão Minas Gerais na Conferência Nacional e os representantes estaduais nas comissões temáticas e nas comissões de empresa (COEs) de cada banco.

Participaram do evento, organizado pela Fetrafi-MG, 99 delegadas e delegados. Durante os três dias de Conferência, os bancários debateram diversos temas relacionados ao mundo do trabalho e à categoria bancária, assim como conjuntura política e econômica.

“Realizamos mais uma grande Conferência Estadual, marcada pela unidade e pela democracia. Pudemos discutir questões importantes para a construção da Campanha Nacional 2015 e aprovamos as propostas de Minas Gerais que contribuirão para aa elaboração da pauta de reivindicações da categoria. Além disso, apoiamos as candidaturas de Beatriz Cerqueira e Vagner Freitas para fortalecer nosso movimento e a luta dos trabalhadores de todo o Brasil”, afirmou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

Compartilhe: