Bancárias e bancários de todo o Brasil vão participar da Greve Geral do dia 28 de abril. A decisão foi tomada durante reunião do Comando Nacional dos Bancários realizada na sede da Contraf-CUT na tarde desta quinta-feira, 6. A mobilização nacional foi convocada para derrotar a reforma da Previdência, a reforma trabalhista e a terceirização propostas pelo governo ilegítimo de Michel Temer. Trata-se de uma iniciativa construída em conjunto pelas centrais sindicais.

A categoria bancária sabe que as reformas visam atender aos interesses dos patrões e precarizar as relações de trabalho. Os banqueiros apoiam os projetos de desmonte, fizeram pressão pela aprovação da lei da terceirização irrestrita e torcem para que a reforma trabalhista, que retira direitos dos trabalhadores, seja aprovada.

A orientação nacional é que sindicatos e federações se articulem para aderir ao movimento. Em BH e região, o Sindicato já está mobilizado e vem realizando atos diários em frente a agências bancárias para conscientizar e convocar bancários e toda a população para a Greve Geral.

Na reunião desta quinta-feira, o Comando Nacional também debateu a conjuntura e definiu um calendário de lutas unificado da categoria em defesa do emprego, dos bancos públicos e dos direitos da classe trabalhadora.

A próxima reunião do Comando Nacional dos Bancários foi marcada para o dia 10 de maio.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: