Nesta quinta-feira, 18 de outubro, bancárias e bancários do Banco do Brasil em todo o país realizam um Dia Nacional de Luta em Defesa da Cassi e Contra Descomissionamentos. Em Belo Horizonte, o Sindicato realizará um ato em frente ao prédio do BB na rua da Bahia, 1479, a partir das 10h.

A mobilização visa chamar a atenção da direção do banco para a importância de retomar as negociações sobre uma nova proposta para a Cassi, após os associados terem rejeitado, em votação, a que foi apresentada pelo Banco do Brasil. A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) já entregou ao BB uma proposta alternativa para a Caixa de Assistência.

Além disso, funcionárias e funcionários protestam contra a nova onda de descomissionamentos que vêm ocorrendo em todo o Brasil, principalmente na área negocial. Nos últimos dias, houve inúmeros relatos de perda de função utilizando apenas a avaliação do superior e sem critério definido.

O modelo de descomissionamento por ato de gestão aponta para o fim da Gestão de Desempenho Profissional por Competência e Resultados (GDP).

“O Banco do Brasil, num ato de irresponsabilidade, sinaliza que não quer negociar com as entidades uma solução para a Cassi e continua com a tática do terrorismo. Vamos nos mobilizar em atos em todo o Brasil para forçar o banco a sentar numa mesa de negociações. Precisamos também parar com a onda de descomissionamentos que gera grande apreensão entre os funcionários”, afirmou o funcionário do BB e diretor da Fetrafi-MG/CUT, Rogério Tavares.

 

Compartilhe: