Os bancários do Itaú receberão a Participação Complementar nos Resultados (PCR), creditada de uma só vez no valor de R$ 1.800, no dia 8 de outubro. O acordo foi assinado no dia 28 de setembro entre a Contraf-CUT e o banco, em São Paulo. O valor da PCR foi definido depois de intenso processo de negociações travado pelas entidades sindicais desde o começo do ano.

Os R$ 1.800 significam um crescimento de 12,5% em relação ao que foi pago no ano passado, que foi de R$ 1.600. A PCR é uma conquista de longa data dos funcionários do Itaú. Ela traz princípios defendidos pelo movimento sindical: é linear, todos recebem o mesmo valor indistintamente; não é compensável com nenhum programa próprio, ou seja, todo mundo vai receber; e não é baseada em metas individuais.

 

Compartilhe: