Foi realizada, nesta quinta-feira, 30 de junho, na sede do Sindicato, Assembleia Geral Extraordinária dos funcionários do Mercantil do Brasil. Os bancários e bancárias presentes aprovaram, por unanimidade, a proposta de programa próprio de PLR/PPR apresentada pelo banco para 2016.

Durante a Assembleia, os funcionários foram informados sobre os avanços e alterações no programa. A meta de lucro a ser apurada pelo Mercantil foi reduzida de R$ 80 milhões para R$ 74 milhões. Além disso, as despesas com folha salarial e com crédito consignado terceirizado foram retiradas do cômputo das metas de redução de despesas operacionais. Ficou ainda garantido que nenhum bancário do Mercantil poderá receber valores menores do que for acordado no programa de PLR da Convenção Coletiva de Trabalho dos Bancários 2016/2017.

Para Marco Aurélio Alves, funcionário do Mercantil do Brasil e diretor do Sindicato, a aprovação do programa pelos bancários foi feita de forma transparente e democrática. “O Sindicato, após meses de embate com o banco para melhorar o programa próprio, que resultou em avanços em relação à primeira proposta, convocou os trabalhadores para deliberação do acordo após o limite do longo processo negocial. Mesmo sabendo que a proposta ainda está longe do ideal, temos a consciência que mais melhorias virão com a determinação e ampla participação dos trabalhadores na construção de um acordo mais justo e humanizado na distribuição dos lucros da empresa”, explicou.

Já para Vanderci Antônio da Silva, que também é funcionário do banco e diretor do Sindicato, conseguiu-se avançar na proposta original, mas ainda há um longo caminho a percorrer para tornar o programa próprio mais justo e igualitário. “O Mercantil ainda insiste em um modelo que permite discrepâncias no recebimento dos valores relativos à distribuição do lucro entre os trabalhadores. Continuaremos a luta para acabar com as injustiças cometidas pelo banco e conquistar uma melhor distribuição dos lucros e valorização de todos os funcionários do Mercantil do Brasil”, destacou.

Compartilhe: