Nesta sexta-feira, 9 de agosto, funcionárias e funcionários do Banco do Brasil de todo o Brasil realizaram um Dia Nacional de Luta contra a Reestruturação. Os protestos foram uma das deliberações do 30º Congresso Nacional dos Funcionários do BB, realizado nos dias 1º e 2 de agosto em São Paulo.

Em Belo Horizonte, as atividades foram concentradas no prédio da rua da Bahia, número 2500, onde funcionam agência, escritórios e diversos departamentos do BB. Seguindo orientação do Sindicato, bancárias e bancários foram trabalhar com roupas pretas, manifestando seu luto e insatisfação diante da política da atual diretoria do banco.

O BB anunciou, no dia 29 de julho, mais um Plano de Adequação de Quadros (PAQ), com extinção de funções, redução de postos de trabalho, fechamento de agências e departamentos.

Dados do Banco Central mostram que, com o fechamento de agências de bancos públicos, 57% das cidades brasileiras podem ficar sem agências bancárias e, neste caso, as populações destes municípios terão que se deslocar para outras localidades para ter acesso aos serviços por elas prestados.

Lucro versus redução do quadro

Na quinta-feira, 8, o Banco do Brasil divulgou os resultados do primeiro semestre de 2019, com um lucro de R$ 8,679 bilhões, crescimento de 38,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo análise elaborada pelo Dieese. A rentabilidade do banco chegou a 17,4%, ante 12,9%, na comparação entre os mesmos períodos.

Mas, mesmo com lucros crescentes, nos últimos doze meses, o BB reduziu 1.507 postos de trabalho, sendo que, nos últimos três meses, foram cortados 399 empregos.

“Nós queremos um Banco do Brasil forte e competitivo, mas também que desempenhe seu papel de banco público. Queremos, acima de tudo, um banco que respeite e valorize seus funcionários, que são os verdadeiros responsáveis pela existência da empresa e por seus lucros crescentes”, disse Luciana Bagno, diretora do Sindicato e membro da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB.

Veja mais fotos da mobilização em BH:

Compartilhe: