Bancárias e bancários de BH e região realizam, no próximo dia 6 de junho, quinta-feira, Assembleia Geral Extraordinária para deliberar sobre a paralisação das atividades da categoria na Greve Geral do dia 14 de junho. A Assembleia será realizada na sede do Sindicato às 18h em primeira convocação e às 18h30 em segunda convocação.

A Greve Geral contra a reforma da Previdência foi convocada após as comemorações do 1º de Maio terem reunido 1,5 milhão de pessoas, em todo o Brasil, em 40 atos organizados por todas as centrais sindicais e movimentos sociais.

Tudo irá piorar se a reforma da Previdência for aprovada. O projeto prevê aumento no tempo de contribuição, mudança na idade mínima das mulheres e o fim do abono salarial do PIS/PASEP para os trabalhadores que ganham até dois salários mínimos. Além disso, só terá direito à aposentadoria integral quem completar 40 anos de contribuição.

A reforma proposta também altera drasticamente o Benefício da Prestação Continuada (BPC), reduzindo o valor de um salário mínimo, que hoje é de R$ 998, para apenas R$ 400 – isso para idosos que já vivem em situação de miséria. Por fim, altera as regras para trabalhadores rurais, pessoas com deficiência e para quem recebe pensão por morte.

Tudo isso ocorre em um cenário de crise no Brasil, com 18 milhões de desempregados e pessoas que desistiram de buscar uma oportunidade. Para piorar, a reforma trabalhista, a terceirização e o fim da política de valorização do salário mínimo acabam com direitos e a dignidade do povo brasileiro.

É importante destacar, também, que o atual governo retirou recursos essenciais para a educação. Michel Temer já havia conseguido congelar os investimentos públicos por 20 anos na saúde, na educação e em outras áreas. Agora, Bolsonaro quer acabar de vez com a educação pública de qualidade.

“Já derrotamos a reforma da Previdência de Temer com a Greve Geral de 2017. Agora, vamos dar o nosso recado novamente no dia 14 de junho. Precisamos ter consciência da gravidade do momento e clareza de que qualquer perda financeira é praticamente nada diante dos prejuízos que a reforma trará para todos os brasileiros. Faça parte dessa luta”, declarou Eliana Brasil, presidenta do Sindicato.

 

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

Data: 6 de junho de 2019, quinta-feira.

Horário: às 18h em primeira convocação e às 18h30 em segunda convocação.

Local: sede do Sindicato – Rua dos Tamoios, 611 – Centro – Belo Horizonte.

Em pauta: discussão e deliberação acerca da paralisação das atividades no dia 14 de junho de 2019, a partir das 00h00.