Na manhã deste sábado, 18 de julho, os trabalhadores que participam da 17ª Conferência Estadual dos Bancários de Minas Gerais realizaram a abertura solene do evento em Belo Horizonte.

A mesa de abertura contou com a presença da presidenta do Sindicato, Eliana Brasil, de presidentes dos outros sindicatos filiados à Fetrafi-MG, da presidenta da Fetrafi-MG, Magaly Fagundes, do presidente da CUT Nacional, Vagner Freitas, da presidenta da CUT-MG, Beatriz Cerqueira, do presidente da Contraf-CUT, Roberto von der Osten, e do diretor do Sindicato e vice-presidente da Fenae, Cardoso.

Todos os presentes ressaltaram a importância da unidade para o enfrentamento aos banqueiros, às direções dos bancos públicos e às políticas conservadoras. Os representantes dos trabalhadores manifestaram sua disposição de luta diante do atual cenário econômico e político, e destacaram também a importância de Minas Gerais nos enfrentamentos políticos em âmbito nacional.

Logo após a mesa solene, o presidente da CUT, Vagner Freitas, e o presidente da Contraf-CUT, Roberto von der Osten (Betão), falaram aos participantes da Conferência Estadual sobre o cenário político atual.

Para Vagner, é fundamental que os setores progressistas se mobilizem para impedir retrocessos sociais e econômicos no Brasil, defendendo a democracia e um projeto de desenvolvimento. “Temos que unir os movimentos de trabalhadores, os movimentos sociais, movimentos da juventude, todos que defendem a democracia e a tolerância, para ir às ruas defender a democracia no Brasil e pressionar o governo para que possamos avançar”, afirmou.

Roberto von der Osten também criticou o conservadorismo e analisou os desafios da categoria bancária na Campanha Nacional de 2015 e o cenário em que ela será construída . Em sua fala, o presidente da Contraf-CUT reforçou a importância da defesa da democracia e dos direitos como parte da luta de bancárias e bancários.

Compartilhe: