O Banco do Brasil pagou, nesta segunda-feira, 20, os recursos que devia à Caixa de Assistência dos Funcionários (Cassi). O pagamento foi realizado em decorrência das alterações promovidas no estatuto da entidade, após consulta aos associados realizada entre os dias 18 a 28 de novembro de 019.

A aprovação do novo estatuto da Cassi garantiu o aporte imediato, pelo banco, de mais de R$ 1 bilhão. A partir de janeiro do próximo ano, estão garantidos mais cerca de R$ 550 milhões anuais, na forma de contribuições patronais por dependente de funcionário ativo, e mais cerca de R$ 150 milhões em cobertura de despesas administrativas por parte do banco até 2021.

A demora ocorreu devido às negociações que são realizadas entre o banco e a Cassi sempre que há a necessidade de repasse de recursos devido a acordos de convênios.

Os recursos pagos pelo BB são decorrentes de três convênios entre o banco e a Cassi, referentes à taxa de administração e à parte do banco sobre os dependentes, ambos retroativos a janeiro de 2019, assim como aqueles devidos para arcar com os custos do Grupo de Dependentes Indiretos (GDI), aprovados por unanimidade pela diretoria e pelo conselho deliberativo da Cassi.

Houve apreensão de funcionários sobre o não pagamento por parte do banco devido a boatos, que em muitos casos são maldosos. Eles surgem, na maioria das vezes, de pessoas e entidades que têm interesses escusos e que não se preocupam com o real interesse dos funcionários.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Cassi

 

Compartilhe: