Os lucros do Santander e do Bradesco, divulgados nesta semana, cresceram no terceiro trimestre do ano em relação ao trimestre anterior. Mesmo assim, houve aumento no ritmo de demissões de bancários, em descumprimento ao compromisso de não demitirem durante a pandemia.

Bancárias e bancários estão organizados contra a ganância dos bancos e já realizaram atos em frente a agências, dias nacionais de luta, paralisações e mobilizações virtuais. Nesta sexta-feira, 30, ocorreu mais um tuitaço com a hashtag #QuemLucraNãoDemite

Na terça-feira, 27, o Santander divulgou o balanço do terceiro trimestre de 2020, com lucro líquido de R$ 3,811 bilhões, alta de 88,2% em relação ao trimestre anterior. Na quarta-feira, foi a vez do Bradesco, que registrou lucro de R$ 4,194 bilhões no terceiro trimestre, em comparação a R$ 3,506 bilhões nos três meses anteriores.

Apesar disso, o Santander demitiu 2.045 funcionários no Brasil entre o início de abril e o fim de setembro, os meses mais agudos da pandemia. Já o Bradesco demitiu 1.224 trabalhadores desde o dia 28 de setembro de acordo com a Comissão de Organização dos Empregados (COE). No terceiro trimestre, o Bradesco fechou 372 agências e projeta fechar 500.

“Frente à crise, os bancos privados estão implementando rápidos cortes de despesas, inclusive a de pessoal, para recompor as margens de lucro. Mesmo com este cenário, não aceitam lucrar menos, preferem desempregar milhares de trabalhadores”, declarou Bárbara Vallejos, doutoranda em Desenvolvimento Econômico e técnica do Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Socioeconômicas (Dieese).

Os bancos já demitiram mais de 12 mil trabalhadores este ano de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia. O ritmo das demissões vem aumentando nos últimos meses. Em junho, foram registradas 1.363 demissões, número que sobe para 1.634 em julho e atinge 1.841 em agosto.

Siga o Sindicato nas redes sociais: Twitter | Facebook | Instagram

 

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: