grevecontinua1_15set

Greve chegou ao décimo dia nesta quinta-feira. Só a luta te garante. – Foto: Alessandro Carvalho

 

Em negociação realizada nesta quinta-feira, 15, em São Paulo, entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban, os bancos insistiram na proposta rebaixada que foi rejeitada em mesa. Reafirmando seu descaso e desrespeito para com os trabalhadores, a Fenaban repetiu a proposta de 7% de reajuste, que sequer cobre a inflação, e insistiu no abono, que representa perda para os trabalhadores, já que não se incorpora às outras verbas salariais.

grevecontinua2_15set

Fenaban insistiu em proposta rebaixada – Foto: Jailton Garcia – Contraf-CUT

Com isso, a greve da categoria continua e somente o fortalecimento da mobilização vai garantir avanços. Nesta quinta-feira, 15, décimo dia da greve, o Sindicato foi novamente às ruas e realizou ato em frente à agência Centro do Bradesco. Em todo o país, foram 12.608 agências e 49 centros administrativos paralisados.

Bancárias e bancários exigem da Fenaban uma proposta decente. Entre as reivindicações da Campanha Nacional 2016, estão aumento real, valorização do piso, PLR melhor, fim das metas abusivas e do assédio moral. A categoria também luta em defesa do emprego, das empresas públicas e dos direitos dos trabalhadores brasileiros.

“Mais uma vez, os banqueiros mostraram que não estão dispostos a negociar. A insistência em manter um reajuste muito abaixo da inflação e um abono que não se incorpora ao salário é um desrespeito aos trabalhadores. Isso deixa claro que esta greve é de responsabilidade dos bancos e, por isso, fortaleceremos ainda mais nossa mobilização para arrancar uma proposta que atenda às reivindicações dos bancários”, ressaltou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

Nesta sexta-feira, um novo ato será realizado pelo Sindicato. Desta vez, a concentração ocorrerá em frente à agência da CAIXA localizada na rua dos Tupinambás, 486, no centro de Belo Horizonte.

 

Compartilhe: