Na mesa de negociação desta sexta-feira, 21, os bancos propuseram reajuste ZERO para a categoria, o que representa uma perda de 2,65% nos salários dos bancários. E continuaram sem apresentar propostas para as demais reivindicações da categoria, como as de saúde, sociais, de emprego e para melhorar as condições de trabalho no home office.

O Comando Nacional dos Bancários, que representa a categoria na mesa de negociação, rejeitou a proposta de reajuste zero na mesa, e a Fenaban (federação dos bancos) pediu uma pausa. Ao retornar, a Fenaban informou que consultaria os bancos e uma nova negociação será realizada neste sábado, 22, às 11h.

Em rodadas anteriores, a Fenaban já havia proposto mais perdas de diretos: mudanças nos percentuais e valores fixos da PLR que representam redução de até 48%; redução da gratificação de função de 55% para 50% e retirar a 13ª cesta alimentação.

“É absurdo que a Fenaban trate com tamanho descaso a categoria bancária. Rejeitamos a proposta em mesa e continuaremos mobilizando os trabalhadores para exigir respeito. Os bancos não têm justificativa para adotar essa postura, pois lucraram mesmo durante a pandemia e até mesmo economizaram com a adoção do teletrabalho. Não aceitaremos ataques aos nossos direitos”, afirmou o presidente do Sindicato, Ramon Peres.

Neste sábado, 22, a partir das 10h30, haverá mobilização nas redes sociais. Use no Twitter, Instagram e outras redes as hashtags #BancosExploram e #NaoMP995, contra a Medida Provisória que abre caminho para a privatização da CAIXA.

Acompanhe o Sindicato nas redes sociais e compartilhe nossas publicações: Facebook | Twitter | Instagram

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com SP Bancários

 

Compartilhe: