Num ato de total irresponsabilidade e má-fé, o Bradesco se utilizou de fotos de outra base sindical para ludibriar a justiça de Belo Horizonte e conseguir o famigerado interdito proibitório.

 

Como se não bastasse a falta de investimento na segurança bancária ao se recusar a instalar dispositivos de segurança nas agências, a cobrança de metas abusivas e o assédio moral que leva o adoecimento do bancário, o banco agora partiu para atitudes extremas de fraudes na tentativa de impedir o sagrado direito de greve dos trabalhadores.

Ao juntar fotos de paralisações de agências bancárias realizadas em outra base sindical que não a de BH e Região o Bradesco ultrapassou todos limites éticos de um banco que se diz sério e presente na vida do cidadão.

Para o diretor do Sindicato, Leonardo Marques, a atitude do Bradesco demonstra o quanto o banco está incomodado com a força da greve dos bancários na base de BH e Região que vem paralisando a cada dia mais agências do banco em todo o estado. “Essa atitude vergonhosa do Bradesco demonstra o desespero do banco que não tem como impedir a adesão dos funcionários a nossa greve deixando claro a sua insatisfação, não só em relação a situação salarial, mas também pelas péssimas condições de trabalho causadas pelo número reduzido de funcionário que fazem com que os clientes e usuários não tenham um atendimento digno. O sindicato continuará denunciando essas atitudes irresponsáveis do banco e está tomando todas as providências legais para impedir que fraudes como estas voltem a acontecer”, ressaltou.

Compartilhe: