O Bradesco divulgou, nesta quinta-feira, 1º de fevereiro, seu balanço do ano de 2017. O banco lucrou R$ 19,024 bilhões no ano passado, com crescimento de 11,1% em relação a 2016 e de 1,1% no trimestre. A holding, porém, encerrou 2017 com 98.808 funcionários, uma redução de 9.985 postos de trabalho em relação ao final de 2016.

A redução de postos de trabalho representa 9,2% do quadro de funcionários do Bradesco, mesmo após a incorporação, em setembro de 2016, de aproximadamente 20 mil trabalhadores do HSBC. Já o PDVE teve 7,4 mil adesões segundo o banco. No período de um ano, foram fechadas 565 agências e abertos 78 novos postos de atendimento (PA) no Brasil.

A receita com prestação de serviços e tarifas bancárias cresceu 10,2% em doze meses, totalizando R$ 24,0 bilhões. Mesmo com a incorporação do HSBC, a cobertura das despesas de pessoal pelas receitas secundárias do banco foi de 124,9% em 2017.

Confira aqui a análise completa do Dieese.

PLR será paga no dia 9

Na noite desta quarta-feira, 31 de janeiro, o Bradesco entrou em contato com a Contraf-CUT para informar que atenderia o pedido de antecipação da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O pagamento será efetuado na sexta-feira da próxima semana, dia 9 de fevereiro.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: