Foto: Contraf-CUT

Dois dirigentes sindicais brasileiros, funcionários do Banco do Brasil, estão nos Estados Unidos durante o mês de maio para trocar experiências com os colegas do país, além de ajudar na organização dos trabalhadores do setor financeiro.

A ação faz parte da aliança entre a Contraf-CUT, o Sindicato dos Bancários de São Paulo e o CWA (Comunicator Workers of America), o sindicato norte-americano de trabalhadores em comunicação, firmada em dezembro de 2012.

Luciana Bagno, que é diretora do Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região, e João Fukanaga, do Sindicato dos Bancários de São Paulo, viajaram para conversar com os trabalhadores das agências do Banco do Brasil em Orlando e Miami. A intenção é mostrar os direitos conquistados aqui no Brasil, como a organização coletiva nacional e o acordo aditivo com o Banco do Brasil, para instigar a organização sindical dos funcionários nos Estados Unidos.

As reuniões precisam ser realizadas durante a noite por causa da dificuldade de criar sindicatos em decorrência da legislação americana. Luciana e João também se encontram com sindicalistas locais e organizações comunitárias.

A ação permite ocorre para fortalecer o sindicalismo global, já que um terço dos bancários de todo o mundo estão nos Estados Unidos mas ainda não estão organizados. A intenção é que o intercâmbio se torne frequente e mais dirigentes tenham a oportunidade de trocar experiências com os colegas americanos.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: