A CAIXA anunciou, nesta quarta-feira, 30, a abertura de um novo programa de demissão voluntária (PDV) para mil empregados. Segundo o banco, a adesão deverá ser feita entre os dias 1º e 8 de novembro. Os desligamentos dos trabalhadores da Matriz e das filiais será entre 2 e 8 de dezembro e o das agências e SR entre 16 e 20 de dezembro.

Os inscritos no PDV vigente não podem participar. Também não poderá ocorrer migração de data de um PDV para o outro.

Este é o quarto PDV aberto pela CAIXA nos últimos anos. No primeiro, em 2017, o alvo eram os empregados aposentados pelo INSS ou que poderiam se aposentar até 30 de junho daquele ano. Em julho do mesmo ano, o banco anunciou a reabertura para completar a meta de 10 mil que não foi cumprida inicialmente. Em maio de 2019, houve o terceiro para 3,5 mil empregados.

“A nossa luta é por melhores condições de trabalho e de atendimento à população. Para isso, precisamos de mais trabalhadores e não menos. Esta redução prejudica não só os trabalhadores que ficam, como também a população, que é prejudicada diretamente. Nós queremos mais contratações, os aprovados no concurso de 2014 precisam ser chamados para começarem a trabalhar”, afirmou Dionísio Reis, coordenador da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa).

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: