A CAIXA já disponibilizou, para todos os empregados, uma cartilha com orientações sobre a sistemática da promoção por mérito 2016. A divulgação do material com a maior brevidade possível foi reivindicada pelos representantes dos trabalhadores na Comissão Paritária do Plano de Cargo e Salários (PCS), em reunião realizada no dia 21 de junho, para que os trabalhadores tivessem conhecimento em tempo hábil para se prepararem.

As regras, homologadas na mesa permanente realizada no dia 12 de julho, serão as mesmas de 2015. A pontuação máxima é de 70 pontos, e o empregado garante um delta com 40 pontos. Os critérios objetivos poderão garantir até 40 pontos: 20 pontos pela conclusão de 30 horas de módulos da Universidade Caixa, cinco pontos pela participação no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e 15 pontos para a frequência medida pelo Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon). Também haverá critérios subjetivos, com a garantia de até 20 pontos. Há ainda extra de 10 pontos para iniciativa de autodesenvolvimento.

A expectativa das entidades representativas dos trabalhadores é que, este ano, a CAIXA atinja a média de 1,1 delta para todos os empregados. Também já foi reivindicado que o pagamento dos deltas seja feito em janeiro de 2017. Em 2015, o pagamento foi realizado em fevereiro com valores retroativos ao mês anterior.

A promoção por mérito é uma das mais relevantes conquistas dos trabalhadores da CAIXA e resultado de um longo processo de negociação. O benefício foi restabelecido em 2008, depois de mais de 15 anos de sonegação do direito. A mobilização dos trabalhadores tem sido decisiva para garantir a manutenção dos deltas.

Confira aqui a cartilha na íntegra.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Fenae

Compartilhe: