A CAIXA reforçou internamente na última terça-feira 29 de dezembro a prorrogação do Projeto Remoto Excepcional até 31 de janeiro de 2021. Todos os empregados que estão em home office, prioritariamente os que compõem o grupo de risco e o ampliado CAIXA, deverão permanecer no trabalho em home office até o final de janeiro.

A prorrogação foi um compromisso da CAIXA durante a mesa de negociação no dia 3 de dezembro de 2020. O home office vem sendo defendido pela Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), movimento sindical e entidades representativas da categoria enquanto perdurar a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Para a coordenadora da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa), Fabiana Uehara Proscholdt, as curvas de contaminação e de óbitos da covid-19 estão crescendo novamente e o distanciamento social ainda é a prevenção mais eficaz contra a doença.

Ainda segundo Fabiana, a Comissão dos Empregados tem pautado a CAIXA para, além do período da pandemia, ter um acordo negociado sobre o teletrabalho.

Na última mesa de negociação, o debate sobre o teletrabalho entre os empregados e a direção da CAIXA esbarrou no controle da jornada, item no qual o banco informou que não quer clausular o controle.

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com a Fenae

Compartilhe: