A Comissão Bipartite de Acompanhamento da Cláusula de Prevenção de Conflitos no Ambiente de Trabalho, composta por representantes dos bancos e dos bancários, prevista na cláusula 58 da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria, se reúne na segunda-feira, 27, para dar continuidade às negociações.

Como propostas para a melhoria do instrumento, a Contraf-CUT propõe a redução do prazo de apuração das denúncias, dos atuais 45 dias para 30 dias, a estratificação de todas as denúncias que transitam pelos canais internos dos bancos e a avaliação dos critérios de apuração utilizado pelos bancos.

O objetivo é que o instrumento seja mais efetivo na transformação dos ambientes de trabalho em ambientes saudáveis, sem assédio moral, adoecimentos e acidentes de trabalho.

A reunião ocorre a partir das 15h na sede da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) em São Paulo.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: