Foi bem às vésperas do Dia do Bancário que, mais uma vez, a categoria escreveu novas linhas de sua história de conquistas no movimento sindical. No sábado, 25 de agosto, após dez rodadas e muita pressão na mesa de negociação, nos locais de trabalho e nas redes sociais, os bancos apresentaram proposta com aumento real para os salários e manutenção de todos os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) para todos os trabalhadores.

Nesta quarta-feira, 29, bancárias e bancários irão deliberar sobre as propostas apresentadas pelos bancos em assembleias em todo o país. Saiba mais aqui.

“A categoria mostrou sua força e se torna mais uma vez referência para os trabalhadores brasileiros. Diante do difícil cenário que enfrentamos, após a entrada em vigor da reforma trabalhista, conquistamos uma proposta que assegura todos os direitos conquistados em décadas de luta. Parabéns, bancárias e bancários, pelo seu dia”, afirmou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

28 de agosto – Dia do Bancário

Uma greve histórica que durou 69 dias, em 1951, tornou-se referência para a data dedicada à categoria bancária. Mesmo reprimidos pela polícia e boicotados pela mídia, os bancários lutavam por reajuste de 40%.

Por fim, a decisão final coube à Justiça, que concedeu 31% de aumento após rever cálculos da inflação.

A grande mobilização de 1951 se tornou um marco na história da categoria bancária e resultou na criação de vários sindicatos pelo Brasil. Desde então, comemora-se o Dia do Bancário em 28 de agosto.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: