O processo de votação na eleição na Previ, o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, se encerrou nesta segunda-feira, 30. A Chapa 2 – Previ para os Associados, apoiada pelo Sindicato, foi a vencedora com 32,31%.

Os integrantes foram eleitos para cargos nas diretorias de Planejamento e de Administração, nos conselhos Fiscal e Deliberativo e nos conselhos consultivos do Plano 1 e do Previ Futuro. A funcionária do BB e diretora do Sindicato, Luciana Bagno, foi eleita como suplente no Conselho Deliberativo. O mandato é de quatro anos.

Eram cinco chapas na disputa. A Chapa 1 obteve 28,13% dos votos, a Chapa 4 ficou com 15,81%, a Chapa 5 com 9,79% e a Chapa 3 com 2,88% dos votos. Foram 118.102 votos de um total de 201.509 eleitores aptos.

A Diretoria Executiva e os Conselhos Deliberativo, Fiscal e Consultivo têm metade de seus integrantes indicados pelo Banco do Brasil entre seus funcionários da ativa. A outra metade é eleita pelos associados.

“A vitória da Chapa 2 foi muito importante. Ela representa a essência do funcionalismo do BB, uma vez que a Previ não foi criada pelo banco nem pelo governo. Foi criada pelos associados e é este compromisso que a Chapa 2 defende. Gestão paritária para blindar a Previ e pagar as aposentadorias do Plano 1 e Previ Futuro”, afirmou Wagner Nascimento, diretor do Sindicato e coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB).

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: