Foto: Contraf-CUT

 

A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco se reuniu com a direção do banco, nesta segunda-feira, 11, em São Paulo, para a apresentação do Prêmio de Desenvolvimento Extraordinário (PDE). O Sindicato participou da reunião representado pelo diretor Geraldo Rodrigues.

O banco informou que o regulamento do Prêmio ainda não está concluído. A previsão é o fim do mês de março.

O PDE é destinado à área comercial, não extensivo a departamentos, caixas, escriturários, supervisores, assistentes e gerentes regionais.

Juvandia Moreira, presidenta da Contraf-CUT, lembrou que o prêmio é uma reivindicação antiga dos funcionários. “Os bancários esperam, por muito tempo, um programa de remuneração variável. O Bradesco é o banco que paga menos PLR aos seus trabalhadores”, afirmou.

“Esse prêmio é uma importante conquista, mas tem de ser ampliado a todos os funcionários do banco”, destacou Magaly Fagundes, coordenadora da COE Bradesco e presidenta da Fetrafi-MG/CUT.

O diretor do Sindicato, Geraldo Rodrigues, ressaltou a importância da participação dos trabalhadores na construção do PDE. “Cobramos a reunião com o banco para garantir que a representação dos funcionários faça parte da elaboração do Prêmio, que é uma demanda antiga dos trabalhadores e visa reconhecer o esforço diário de bancárias e bancários do Bradesco. Continuaremos acompanhando todo o processo de implantação e cobrando também a ampliação para todos os funcionários”, afirmou.

Recolhimento previdenciário

Outro tema abordado na mesa foi o recolhimento previdenciário. Não consta, no extrato da Previdência, o recolhimento desde agosto de 2018. O banco informou que o repasse tem sido feito normalmente e que o problema é relacionado ao E-social.

Segundo representantes do Bradesco, o banco busca uma solução junto à Previdência e dará retorno o mais rápido possível. O funcionário pode solicitar ao RH o demonstrativo da contribuição ao INSS.

Plano de saúde

Também foi apresentado ao banco um calendário para reunião nas federações, com objetivo de tratar o Seguro Saúde e Dental nas bases. Na Fetrafi-MG/CUT, a reunião com o banco será realizada no dia 23 de abril.

O Sindicato realizará ainda, entre os meses de março e abril, uma consulta com funcionárias e funcionários para colher informações sobre a atual situação do plano.

“É importantíssimo que os bancários respondam a consulta que o Sindicato realizará sobre a questão do atendimento do plano de saúde e plano dental para que possamos apresentar os problemas existentes na base, junto ao setor de Recursos Humanos, durante a reunião de abril”, destacou Giovanni Alexandrino, que é funcionário do Bradesco e diretor do Sindicato.

Clique aqui e acesse o programa do PDE do Bradesco.

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: