A Comissão de Organização dos Empregados do HSBC (COE) se reúne nesta quinta-feira, 20, às 10h, na sede da Contraf-CUT, em São Paulo, para discutir o pagamento do PPR e a questão do depósito da segunda parcela da PLR. O Sindicato será representado pelo funcionário do banco e diretor Geraldo Rodrigues.

O HSBC ainda não publicou o balanço de 2013, que definirá se o banco pagará ou não a segunda parcela da PLR, o que vem preocupando os funcionários.

Outro ponto a ser abordado pela COE será o da Ação Civil Pública da espionagem, que condenou o HSBC a pagar mais de R$ 67,5 milhões de multa por danos morais coletivos.

Além do pagamento da indenização, o HSBC foi condenado a não mais realizar investigações particulares ou qualquer outro ato que viole o lar, a intimidade ou a vida privada de seus empregados ou trabalhadores terceirizados, sob pena de pagamento de multa no valor de R$1 milhão por empregado investigado. Os trabalhadores investigados ainda podem entrar com ação na justiça do trabalho para obter indenização por dano moral individual.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: