O Comando Nacional dos Bancários se reúne, nesta sexta-feira, 20 de novembro, com representantes da Federação Nacional dos bancos (Fenaban) para discutir a ameaça de segunda onda da Covid-19 no Brasil. O encontro ocorrerá por videoconferência a partir das 15h.

“Queremos discutir, nessa reunião, a proteção dos bancários e bancárias diante do crescimento dos casos de coronavírus. Para a categoria, é essencial que o teletrabalho seja mantido e até mesmo reforçado. Estamos recebendo informações preocupantes sobre o aumento do número de contaminações, internações e mortes por Covid-19 no Brasil”, afirmou a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, que também é uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários.

O crescimento de uma segunda onda de Covid-19 na Europa alertou o movimento sindical bancário. Levantamento do consórcio de veículos de imprensa divulgado no início da tarde desta quarta-feira, 18, indica que o Brasil tem 166.847 mortes por coronavírus. A média móvel de mortes está em alta de 45% em comparação à média de 14 dias atrás.

No início da pandemia no Brasil, o Comando Nacional dos Bancários se reuniu com a Fenaban, a partir de março, para garantir condições mínimas de segurança para a categoria, entre elas a implementação do teletrabalho. Cerca de 300 mil bancárias e bancários chegaram a trabalhar em casa como medida de segurança.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: