Começou nesta quarta-feira, 9, a 5ª Conferência da UNI Américas Finanças. O presidente do Sindicato, Ramon Peres, e o diretor Rogério Tavares participam do evento. A UNI Américas é o braço no continente da UNI Global Union, sindicato global que representa 20 milhões de trabalhadores de mais de 150 países diferentes. A UNI América Finanças é o ramo continental da entidade para o setor financeiro. O encontro contou com a participação do ex-presidente do Uruguai, Pepe Mujica.

“Vocês bancários pertencem ao mundo da distribuição da riqueza e dos recursos. Têm uma importância enorme. Na minha juventude, o sindicato dos bancários era o mais radical. Vocês são privilegiados porque têm um sindicato latino-americano. Não esqueçam dos demais trabalhadores. Obrigado por não ficarem calados”, disse Mujica na abertura da conferência. Para o ex-presidente uruguaio, o mundo passou por grandes transformações nas últimas décadas, mas a riqueza ficou cada vez mais concentrada.

Os trabalhadores destacaram que a conferência ocorre em um momento importante, com a pandemia e o aprofundamento da crise econômica. Com mais da metade das mortes pelo coronavírus na América, os participantes lembraram que é preciso lutar por um mercado financeiro que gere desenvolvimento e distribuição de renda.

O secretário de Relações Internacionais da Contraf-CUT, Roberto Von Der Osten, fez a primeira apresentação do plano estratégico “Rompendo Barreiras”, a primeira das moções discutidas na conferência. O documento reafirma o compromisso de continuar combatendo as políticas neoliberais com maior unidade sindical e contribuindo a um novo modelo de desenvolvimento no continente.

Já a economista Vivian Machado, do Dieese, fez apresentação com o tema “O Novo Mundo da Banca”, sobre a digitalização e novas tecnologias bancárias. A economista observou que, com a pandemia, o processo de digitalização bancária sofreu uma aceleração.

A 5ª Conferência prossegue nesta quinta-feira, 10, com debate de outras moções e a eleição do novo Comitê Executivo da UNI Américas Finanças.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: